Super-herói

Super herói é aquele que sacrifica-se, aquele que renuncia, coloca-se em risco, uma exposição extrema que normalmente preferimos delegar a outros para nos poupar dos prejuízos, dos vexames, da descapitalização. Ou seja, a atitude do super herói é injusta e prejudicial a ele mesmo, quando a maioria prefere ser injusto e prejudicial aos outros. Neste sentido a atitude do super herói é injusta com ele mesmo, é escolher ser injusto consigo mesmo. Para reconhecer um super herói é preciso detectar este elemento de autruísmo. De colocar a vida do outro acima, como mais valioso ou entender que a psicologia do super herói é de tal modo que não se coloca tão apegado a uma vontade de viver. Ou ele está preso a uma vontade de ser visto como alguém que não teme enfrentar o perigo. Por que optar por esta atitude? O que leva alguém a agir e ser um super herói? Ou , querer ser visto como tal? Alguma porção de ódio a si mesmo deve conter esta fórmula já que todo mal é voltado para si, uma vez que sabemos que ninguém tem super poderes. Donde decorre que o super herói tem uma boa dose de ódio de si, piedade e compaixão pelo outro ou desapego a vida.
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Kátia Mattoso esteja em paz e bem

A Arte de Ir - (João Pedro Matos)