Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

Tataravó no FIAC - Piedade - 2009

Imagem

Oficina de palhaçaria no FIAC - TCA - 2009

Imagem

entrevista de Casali para o FIAC

Entrevista: Alexandre Casali

Escrito por Thiago Guimarães Seg, 19 de Outubro de 2009 09:47

O espetáculo “Tataravó”, estrelado pelos palhaços Biancorino (Alexandre Casali), Tezo (Demian Reis) e Tirilili (Celo Costa), faz das ruas e praças de Salvador uma extensão dos palcos. A palhaçaria de rua também está bem representada no Fiac Bahia.

Confusões não vão faltar durante as apresentações dessa trupe, afinal, o que podemos esperar de um trio nordestino formado por palhaços? O espetáculo “Tataravó” acontecerá: nos dias 25/10, às 15h, no Campo Grande; 29/10, às 13h, na Praça da Piedade; e no dia 30/10, às 17h, no Terreiro de Jesus. Para adiantar um pouco, segue abaixo uma entrevista com Alexandre Casali, o palhaço Biancorino em “Tataravó”.

Fiac Bahia - Sua peça mescla a arte teatral do palhaço à música. Como funciona isso?

Alexandre Casali - Este espetáculo foi criado inicialmente comigo e com Demian [Reis] no elenco. Passamos um mês em Barcelona em 2004 aperfeiçoando o espetáculo. No mês segui…

Tataravó no FIAC

Imagem
Festival de Aurillac, 2004, Foto Laure Garrabé

O espetáculo “Tataravó”, estrelado pelos palhaços Biancorino (Alexandre Casali), Tezo (Demian Reis) e Tirilili (Celo Costa), faz das ruas e praças de Salvador uma extensão dos palcos. A palhaçaria de rua também está bem representada no Fiac Bahia.

Confusões não vão faltar durante as apresentações dessa trupe, afinal, o que podemos esperar de um trio nordestino formado por palhaços? O espetáculo “Tataravó” acontecerá: nos dias 25/10, às 15h, no Campo Grande; 29/10, às 13h, na Praça da Piedade; e no dia 30/10, às 17h, no Terreiro de Jesus. Para adiantar um pouco, segue abaixo uma entrevista com Alexandre Casali, o palhaço Biancorino em “Tataravó”.

Escola de Palhaços da Sitorne – curso profissionalizante na arte do palhaço

A Escola de Palhaços da Sitorne vem cumprir uma lacuna que a partir da década de 1950, com a chegada da TV e a consolidação de diversos veículos de entretenimento popular e de massa, freou a presença artística dos circos nos centros urbanos e conseqüentemente interrompeu a transmissão da arte do palhaço para novas gerações e novas abordagens no cenário contemporâneo. Hoje a palhaçaria vem sendo resgatada e renovada a partir de diversas abordagens. A inserção da palhaçaria em teatros, cabarés, festivais, hospitais e ruas despontam para uma diversidade cômica rica e promissora. Após trabalhar, e estudar a arte do palhaço por mais de uma década, apresentando, ministrando oficinas, montando e dirigindo espetáculos, entre os quais (Sapato do meu tio, Jardim, e Tataravó) Demian Reis, Alexandre Luisa Casali, Felícia de Castro e João Lima, decidiram reunir a sua experiência com palhaçaria e organizar um curso de profissionalização da arte do palhaço. A organização de um curso de dois anos cum…

Respostas (escola novo horizonte)

No lar das florestas
os deuses dos animais
iluminam a paisagem
os andares das vidas
o sopro do vento nas árvores

é o dia dia
que nunca mais será igual
diário da vida
banhado de prata

No canto da minha terra
os donos da vida
marcam o dia dia
o andar dos inimigos ocultos
o som do vento nos coqueiros
são partes da minha vida
onde só eu sei o segredo
vida de ferro e mel
de mar e deserto
de vidas e morte
de maravilhas da terra